Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Prosas do meu Medo

por Torradaemeiadeleite, em 24.09.07

As faces  do Medo

 Obedecemos a uma ordem interior ou vontade desafiadora que nos instiga continuamente a permanecermos vivos.  Este medo primordial, visceral, protege-nos como entidade biológica ( indivíduo e espécie )  e assegura, em parte, a perpetuação do nosso  legado genético.

No entanto, há outros "medos": o de errar, de perder os que amamos ,  da injustiça, do abandono, de perder o nosso bem-estar, do desconhecido, do inevitável... Estes ameaçam a nossa imagem da felicidade e de nós mesmos, a nossa personalidade, as nossas metas... e podemos sempre escolher o comodismo, a fuga ou o confronto.

 

 A casa do Medo

 Ele mora na minha procura do outro, na inevitabilidade do sentir, na efemeridade da Vida e nos devaneios das minhas vontades.

Na minha alma ,  no meu coração, na minha experiência e na minha memória... Em todos os lugares que soletram as razões do meu ser e do meu viver.

É  vizinho do fraco e do forte, do pobre e do rico, do novo e do velho...  É passado,  presente e  futuro.

 

 O mapa do Medo

 

Por ele conheço a Rua da Dor e o Beco do Engano, passo pelo Túnel da Dúvida e salto o Muro das minhas Lamentações. Navego no Mar do Esquecimento, saio do Jardim da Ingenuidade, refaço a Marginal dos Sonhos e demoro-me na Estação da Angústia.

Também por ele chego ao Parque da Entrega, ao Rio da Esperança e à Via do Saber.

Mas sempre inesperadamente este mapa altera-se e  obriga-me  a reaprender a Geografia da Vida.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Jorge Palma

por Torradaemeiadeleite, em 20.09.07


Só por existir
Só por duvidar
Tenho duas almas em guerra
E sei que nenhuma vai ganhar

Só por ter dois sóis
Só por hesitar
Fiz a cama na encruzilhada
Chamei casa a esse lugar

E anda sempre alguém por lá

Junto à tempestade

 

Onde os pés não têm chão
E as mãos perdem a razão

Só por enfrentar
Só por destruir
Tenho as chaves do céu e do inferno
Deixo o tempo decidir

E anda sempre alguém por lá
Junto à tempestade
Onde os pés não têm chão
E as mãos perdem a razão

Só por existir
Só por duvidar
Tenho duas almas em guerra
E sei que nenhuma vai ganhar
E sei que nenhuma vai ganhar

Jorge Palma

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Entrega especial

por Torradaemeiadeleite, em 08.09.07

   Os filmes de animação interessam-me muito. De vez em quando procuro histórias com um tema, autor ou estúdio específico mas, desta vez, por puro engano, encontrei um artista que não conhecia e apaixonei-me pelo filme. Estava erradamente catalogado como pertencendo aos estúdios "Pixar" . Na verdade, é da autoria de TILL NOWAK , um jovem realizador alemão.

   O filme que podem ver a seguir ( atentem também na banda sonora ), intitulado "DELIVERY", valeu-lhe o primeiro prémio do público e do júri do  Festival AFI de Los Angeles em  2005. Não sei como eram os outros, mas deste gostei muito!

 

 

 

       

Autoria e outros dados (tags, etc)

Related Posts with Thumbnails




subscrever feeds




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Torradas com bolor

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D