Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Coisas do Jaime Pocinhas...

por Torradaemeiadeleite, em 27.02.09

 Que ninguém durma! Que ninguém durma!

 

Tu  pura, oh Princesa

Nos teus frios aposentos,

Olhas para as estrelas que tremem

De Amor e de Esperança!

Mas o meu mistério está encerrado em mim,

O meu nome ninguém saberá!

Não, não, sobre a tua boca o direi,

Quando a luz resplandecer!

O meu beijo desfará

O silêncio que te faz minha!

 

O seu nome ninguém saberá...

E nós, ai, deveremos morrer! Morrer!

 

Noite, dissipa-te!

Estrelas ocultai-vos!

Estrelas ocultai-vos!

Ao amanhecer vencerei

Vencerei! Vencerei!

 

"Nessun Dorma", ária do último acto da ópera "Turandot" de Giacomo Puccini.

 

                                 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Os despojos do Carnaval

por Torradaemeiadeleite, em 25.02.09

 

 

  Fotografia de Torradaemeiadeleite.

 

E assim rematámos o Entrudo. A máscara, que afinal fazia dói-dói, e as fitas de papel reciclado colorido ficaram na árvore a ver as tropelias dum pequeno aspirante a panda que achou a máquina fotográfica muito mais interessante e se esforçava teimosamente para a perceber e fazer funcionar.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Casinha de bonecas

por Torradaemeiadeleite, em 20.02.09

 

 

Fotografia de Torradaemeiadeleite ( Porto, 2008 ).

 

Esqueci-me desta  imagem e da impressão que me  despertou quando passeava à sua frente no último Outubro. Revi-a agora, de raspão, ao procurar outros instantes e prontamente se renovou aquela atracção primeira. Esta ordem mimada no estendal e as roupas pequeninas, condizentes com a cor dos frisos das portas e janela imobilizaram, então, os meus passos e apressei-me a registá-las para as poder levar comigo. 

Na varanda antiga virada para o rio Douro, incidia a luz forte e inclemente do meio-dia, nenhum vento agitava as roupinhas e nada denunciava a presença dos seus habitantes.

Não pude deixar de imaginar como seria a criança ( ou crianças ) a quem assentariam como a bonecas as camisolinhas, calças e meias coloridas ali penduradas a verem a rua e quem passava.

Por empatia, talvez, prendi-me à fachada daquele lar, também eu gosto de ordenar a roupa do meu filho no estendal e o tamanhinho é mais ou menos o mesmo. A mais nenhum trapinho empresto o zelo com que estico, desdobro, prendo  e agrupo os tecidos prontos a secar que protegem o meu filho e lhe desenham o corpo em crescimento...

Foi a familiaridade, os gestos afinal comuns a tantos de nós e a coincidência das cores naquela modesta casa, que me prenderam naqueles minutos como me prendem nos que emprego agora sempre que miro esta imagem.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Palavra de poeta

por Torradaemeiadeleite, em 17.02.09

 

As imagens transbordam fugitivas
E estamos nus em frente às coisas vivas.
Que presença jamais pode cumprir
O impulso que há em nós, interminável,
De tudo ser e em cada flor florir?

 

Sophia de Mello Breyner Andresen

"As imagens transbordam fugitivas" do livro "Dia do Mar", edit. pela 1ª vez em 1947 )

 

 

 

 Fotografia  de Torradaemeiadeleite. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Domingo ameno

por Torradaemeiadeleite, em 15.02.09

Uma referência há muito devida neste meu canto: Compay Segundo.  Porque hoje é Domingo, o dia está lindo e a temperatura amena...

 

                                 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mensagem MMS para Charles Darwin

por Torradaemeiadeleite, em 12.02.09

Amigo, parabéns pelos teus 200 anos ( não te dava + q 150... )  És genial, viva a Evolução e a selecção natural! 1 brinde com cerveja da boa ( o champanhe está caro ).

 

                                   

 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Degelo

por Torradaemeiadeleite, em 10.02.09

Dias consecutivos de neve, seguidos de chuva impiedosa, trazem  esta oportunidade de ver o Laboreiro tomar corpo e percorrer veloz o seu leito acidentado e estreito. As margens densas e  pedregosas são  também o chão de moinhos dispersos, quase inacessíveis, que aqui moram  em pacífica comunhão com o rio.

O Inverno revela-se no desconforto da atmosfera e do corpo mas agita esta natureza ímpar, põe à prova a sua resistência e esta acaba por revelar-se pungente e sofrida. As plantas e os animais que passarem neste teste, povoarão em seguida  a Primavera e  nunca, como então, a paisagem será mais bela e pulsante de vida...

 

 

 

Fotografia de Torradaemeiadeleite.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O que dizem as nossas fotografias

por Torradaemeiadeleite, em 06.02.09

 

Não me refiro às fotografias "oficiais" ou tiradas por mão profissional, escrevo sobre aquelas que da mão dos meus pais retratam, pela primeira vez, os momentos banais, o dia-a-dia, os cantos da casa, os meus brinquedos, os espaços exteriores, os amigos, as rotinas e até os humores.

Anoto ainda a essência irónica dessas fotos que, alheias à sua natureza instantânea e simples, pretendem reclamar para si uma espécie de eternidade...

Processadas no interior duma Kodak Colorburst 300, com mais ou menos 90 segundos de distância entre o click e o futuro, foram o prelúdio da fotografia na minha família e representam também  o primeiro assédio da tecnologia fotográfica ao espírito curioso e oportuno dos meus pais.

Viciámo-nos  com esta liberdade de tirar uma fotografia quando nos apetecia,  em qualquer lugar e com a vantagem de não ter que esperar muito pelas imagens. Que melhor fórmula poderíamos encontrar, à data, para iniciar esta mania familiar de desafiar o tempo e a imprecisão da memória?

A velhinha "explosão de côr" instantânea era fabricada nos E.U.A entre os anos 1978 e 1980, mas o seu reinado parecia ter, logo à partida, um fim anunciado. A Kodak pretendeu concorrer com a Polaroid no contexto das instant cameras mas esta alegou violação dos direitos da patente e em 1986, por decisão judicial, a Kodak teve que retirar as suas máquinas do mercado.

Permanece-lhes associada porém esta aura cultural e o valor sentimental que os donos espalhados pelo Mundo lhe depositam.

Quanto à nossa primeirinha máquina fotográfica, tem em mim a sua guardiã e a vontade de salvar as fotos que gerou nos seus escassos anos de actividade, antes de ser substituída, no início dos anos 80, por uma hiper, super-moderna Canon AE-1 Program.

Presto-lhe então esta singela homenagem, partilhando um pouco do que ela captou.

Obrigada por  nunca teres falhado um click e por proporcionares testemunhos fotográficos duma época especial nas nossas vidas!

Como ensinava o vídeo, vou agora ouvir o que as fotografias têm para me dizer e, quem sabe, assim, não estarão mais perto de viver para sempre?

 

 

 

 Fotografia e composição de Torradaemeiadeleite.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

À procura da eternidade

por Torradaemeiadeleite, em 03.02.09

"Keep me, protect me, share me and I will live forever..."

Este é  o  lema deste anúncio da Kodak e que o justifica como o meu eleito para introdução para outro post ainda em tubo de ensaio. Não foi aleatória a escolha desta marca e foi ouro sobre azul tê-la encontrado com este perfil sentimental, geracional e cultural que partilho em relação à fotografia ( aliás, este gosto  é já uma curva importante na  impressão digital do "Torrada"... ).

Bom, sem mais demoras, cá está o vídeo e depois veremos como resulta o conjunto...

 

             


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Related Posts with Thumbnails




subscrever feeds




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Torradas com bolor

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D