Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Imagens de Centeio

por Torradaemeiadeleite, em 04.07.08

 

Conheço o ondular das searas de centeio e a sua cor dourada pelo Sol de Agosto, parecem cabelos sedosos e soltos, lindos brinquedos do vento do fim da tarde.

Sei como se lamentam as suas espigas quando os braços de homens e mulheres as fustigam com o malho indolente e revejo em cada eira as mantas que acolhem os grãos em queda miudinha.

Conheci também os ruídos da máquina debulhadora nos tempos em que se semeava mais cereal e se dependia mais dos seus proveitos e como eram lindas as medas ordenadas à volta da eira, cada espaço cativo do seu dono, ano após ano! Várias eiras em cada aldeia e muitas medas, de diferentes tamanhos, em cada uma delas.

Lembro-me da confusão dos chamamentos, dos comentários apimentados, da poeira à volta da máquina e dos sacos de pano gordinhos de centeio. Havia tarefas para todos, graúdos e miúdos, e que longos eram os dias nesses verões transpirados…

Conheci os moinhos e os caminhos tortos que levavam até eles, as águas que comandavam as mós incansáveis e monótonas para torturarem o grão e torná-lo farinha, e lembro-me bem da fina camada branca que vestia o interior escuro das paredes de granito.

Na masseira grande com tábuas de carvalho já enegrecidas, a minha avó misturava os ingredientes. Os movimentos das suas mãos, fechadas em punho, obedeciam a uma cadência que ela ainda conhece bem mas já não consegue repetir. A massa ouvia solenemente uma reza: “São Mamede te levede/ São Vicente te acrescente/ São João te faça pão/ Nossa Sra. te ponha a sua divina mão/ Pela Graça de Deus e da Virgem Maria, Ámen “. Depois de afagada pelo calor de mantas e já levedada, era dividida em porções colocadas nas tábuas largas de madeira. Transportadas até ao forno comunitário, já limpo, quente e pronto para cozer o centeio preparado, novamente se rezava: “Cresça o pão no forno e o Bem de Deus pelo Mundo todo/ Saúde aos trabalhadores e aos benfeitores/ Bruxas e zângãos para debaixo do forno”.

Conheço bem o gosto que tem a “tenda”, uma porção mais pequenina  que se tirava mais cedo do forno para saber se a proporção dos ingredientes e o tempo de levedura tinham sido os correctos, antecipando assim o sabor do pão. Ainda quente, simples ou com manteiga, reconfortava os que aguardavam o momento certo para abrir a porta e transportar os pães de volta a casa.

Mas tantas tarefas e árduo labor são, enfim, coroados por este bem maior… fazer do ouro em grão o pão que nos sustém!

Para mim, faz sentido este elogio. Esquecemos com relativa facilidade a importância que o pão tem nas nossas vidas e quanto da história e cultura humanas lhe está associado. É ainda um alimento simbólico, cheio de religiosidade e com um elo muito especial ao ser feminino.

Faz também sentido porque lhe associo memórias pessoais e colectivas, como as que puderam ler, e faço dele  um testemunho intemporal…

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Related Posts with Thumbnails


8 comentários

Imagem de perfil

De umbreveolhar a 06.07.2008 às 15:29

Extraordinário texto, do qual gostei imenso. e foto da criança! Linda. Parabéns.

Para que o teu blog seja mais perfeito, só falta uma pequena coisa. Comentar também o meu, porque eu também escrevo, pois ainda não te estriaste! Obrigado e continuação de bom fim de semana.
Cumprimentos
Imagem de perfil

De Torradaemeiadeleite a 07.07.2008 às 10:33

Assim estragas-me com mimos, Carlos! Obrigada!
Claro que já me estreei a comentar no teu blog e inclusive respondeste-me, terá havido algum engano? Foi naquele texto do Sr. Pinto, recordas-te? E não ficarei por aqui... Simplesmente não comento todos os posts de todos os blogs que leio, mas faço questão de estar a par das novidades de cada um.
Até breve e bom início de semana!
Imagem de perfil

De umbreveolhar a 07.07.2008 às 14:55

Tens toda razão. Eu resolvi fazer uma estimativa dos amigos que comento os seus posts e vice-versa. Por lapso não tinha posto uma marcação, daí a minha confusão, da qual peço desculpa. Sei que és interventiva nos blogs dos outros, assim como eu. também sou. Desculpa.
Quanto vale assim uma simpatia tão grande!
Muitas felicidades. Cumprimentos
Imagem de perfil

De pnf a 07.07.2008 às 14:38

Olá, finalmente consegui entrar no teu blogue - já há várias semanas que não conseguia. Não sei a razão, só sei que quando o tentava o meu computador "empastelava"... Adiante.
Pelo menos tive a felicidade de conseguir ainda chegar a tempo de ver este lindo texto no topo do blogue, que lindo cheiro a pão acabado de fazer! Parabéns.
Imagem de perfil

De Torradaemeiadeleite a 07.07.2008 às 21:16

Muito obrigada, Pedro! O pão de centeio é um dos meus preferidos, corre no sangue...
Espero que não tenhas mais problemas com o teu PC.
Boa semana!
Imagem de perfil

De cunha ribeiro a 21.11.2009 às 19:15

Gostava tanto de escrever este texto!
Mas fica a consolação de ter sido escrito por alguém que muito bem escreve.

Cunha Ribeiro
Imagem de perfil

De Torradaemeiadeleite a 22.11.2009 às 22:46

Obrigada... Bem-vindo ao meu "estaminé"!

Comentar post








Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Torradas com bolor

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D