Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Berliner Mauer

por Torradaemeiadeleite, em 09.11.08

                     

 

Fotografia "Berliner Mauer" de Cheguelo.

 

Além de salientar a existência, no passado, dum muro berlinense que dividia mais do que o espaço físico duma cidade, quero enfatizar a ausência actual do mesmo. Importa-me destacar esta perspectiva porque quero que seja a mais perene e também a mais relevante.
O meu gene utópico desabafa apontando que o destino deste muro deveria ser copiado para outros semelhantes que ainda persistem ( Gaza, E.U.A/México, Coreia do Sul/Coreia do Norte,... ) e para aqueles que, não sendo de cimento e arame, podem ser mais difíceis de derrubar.
Utopia à parte, foi com ironia que aprendemos: primeiro constrói-se e conhece-se o rosto dum muro para só depois valorizar a cicatriz deixada pela sua transformação. Onde antes existia um obstáculo ao sonho e à comunhão e cuja transposição se pagou mesmo com vidas, desenha-se agora um rasto de memória, uma linha no chão de Berlim, discreta mas inspiradora e plena de significado.
Faz sentido que exista para evocar um episódio da história mundial marcado por uma guerra fria, estados de tensão quase permanente e privação de liberdades individuais. Faz sentido que exista também para provar que é possível mudar o que está mal.
Aproveitando para apelar para o fim de outros muros, celebre-se então o princípio da ausência deste, chamado de Berlim, a 9 de Novembro de cada ano e relembre-se uma noite plena de sentido humano que ecoa desde 1989!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Related Posts with Thumbnails


4 comentários

Imagem de perfil

De Joanina a 10.11.2008 às 03:56

Concordo! As cicatrizes são um mal necessário , para que não esqueçamos os erros do passado e para não os voltemos a cometer.
Boa semana.
Bj da Jo
Imagem de perfil

De Torradaemeiadeleite a 10.11.2008 às 11:50

A cicatriz em si não é um mal, poderiam ter optado por apagar qualquer rasto e felizmente não o fizeram... O mal existiu previamente e deveria ter sido uma lição global!
Concordamos pois que os erros podem ser professores eficazes, basta não querer repeti-los!
Beijinhos e boa semana, Jo!!
Imagem de perfil

De pnf a 10.11.2008 às 09:58

Animal complicado o nosso, não? Quase 20 anos depois desta vergonha ser destruída, ainda o mesma estupidez vais sendo repetida por diversos locais... Alguns ainda em construção, pasme-se.
Mas a história e a vontade de união dos povos, quando existe, encarrega-se de demolir estas barreiras. Trabalhe-se para isso.
Imagem de perfil

De Torradaemeiadeleite a 10.11.2008 às 11:54

Aí está o "calcanhar de Aquiles": querer!!
Infelizmente os males de uns podem ser convenientes para outros e perpetua-se o desencontro de vontades.
É preciso não ceder à tentação de desistir!
Beijinhos e até breve, Pedro!

Comentar post








Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Torradas com bolor

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D