Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Eeeh láááá!!... tu queres ver que...?

por Torradaemeiadeleite, em 24.04.09

( ou ainda... Do pensar ao fazer ainda vai alguma distância. )

 

 

 

 

 Imagem "googlada".

 

Receei, por instantes, que as minhas aventuras fotográficas não se repetissem... Recordam-se dumas "ondas cerebrais a fazer ricochete" e "revoltosas" que senti há dias? Pois  está confirmado, na prática, que essas ondinhas invisíveis têm o poder de mover dispositivos electromagnéticos ( a.k.a robôs ) e , como se não bastasse, agora podem fazê-lo a grandes distâncias ( assim como 1500 Km ).

A experiência mais recente que me fez tremer e temer pelo pior decorreu entre Genebra e o Laboratório do Instituto de Sistemas e Robótica da FCT de Coimbra. Vou simplificá-la: Sara Gonzales e Rolando Grave, dois cubanos a trabalhar no Hospital Universitário de Genebra, concentraram-se num ponto luminoso à direita no ecrã do computador e, em Coimbra, um robô virou à direita.  Concentraram-se depois noutro ponto luminoso à esquerda e o robô virou à esquerda. A monitorizar a participação lusa estavam o português José Prado e o iraniano Hadi Aliakbarpour.

Imaginem as possibilidades que daqui podem nascer!

Transponham agora esta experiência bem sucedida para o meu plano pessoal e compreenderão o tremor e temor iniciais de que vos falei: alguém concentrado na minha máquina fotográfica, caladinho e sossegadinho, impede o seu correcto funcionamento e consegue finalmente vingar-se do meu espírito chato e inoportuno. Lá se vão as fotografias espontâneas, lá se vai a fotografia tipo "kinder surpresa" e ainda os posts de "toma lá que é p'ra aprenderes!!". Triste, muito triste...

O crime perfeito, sem impressões digitais ou outras provas materiais e, no fim, aquela frase perversa disfarçada de inocência: "eu??... mas eu nem me mexi!!..."

Felizmente a minha máquina não tem rodas nem os sensores necessários para perceber ordens electromagnéticas e, que eu saiba, as mentes que costumam rodear-me não têm poderes paranormais, portanto, respiro de alívio. 

Só assim o meu espírito "entediante" pode ameaçar: I'll be back!!

 

  

Nota: espreitem aqui para saber os pormenores desta experiência tão promissora.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Related Posts with Thumbnails








Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Torradas com bolor

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D