Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Uma porta sem chave...

por Torradaemeiadeleite, em 28.08.08

 

 

  Fotografia de Torradaemeiadeleite.

 

Nos últimos dias iniciei um inventário fotográfico da minha terra. É modesto, sem dúvida, mas almejo conseguir mais testemunhos e, no final, obter um registo suficientemente interessante também para o meu filho consultar e até acrescentar, se for do seu agrado... Gostava de ter empreendido este prazer mais cedo, muito património encontra-se já degradado e outro irrecuperável. As imagens que a mente guardou e que, de vez em quando, traduzo em textos cumprem uma função maior quando não há registos fotográficos.

Apazigua-me, porém, a ideia de ainda ir a tempo de registar muitos outros valores. Esta fotografia é um exemplo disso mesmo. Um pouco na continuidade das "Imagens de Centeio", este moinho de água ilustra tantos outros, com pequenas variações aqui ou além, que hoje em dia se encontram desactivados, mutilados ou em completa ruína.

Ainda em Março último estas pedras moeram centeio e todo o interior e exterior se encontram cuidados e íntegros.

As teias de aranha não passavam despercebidas porque nelas se exibiam ainda os restos da farinha fina, como um lençol branco imaculado estendido em repouso.

A luminosidade da tarde filtrada pela minúscula janela, única fonte de luz  do moinho, conferia-lhe uma nota de solenidade e  nobreza respeitável, própria daqueles que se apresentam como os últimos redutos do fazer antigo.

Ainda há portas sem chave, como esta que  se abriu vezes sem conta ao bem comunitário e o fará outras tantas, espero eu, ao respeito de quem a transpõe para espreitar pequenos tesouros.

 


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





subscrever feeds




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Torradas com bolor

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D