Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Compact Cassette

por Torradaemeiadeleite, em 23.09.09

 

 

 Fotografia de Torradaemeiadeleite.

 

Li recentemente na Ípsilon online um texto de Mário Lopes sobre a relação entre a tecnologia e a música. Aconselho a sua leitura. O começo é original: "A Cidade e as Serras" de Eça de Queirós introduz um assunto que aparentemente não tem nada a ver e continuamos por aí fora até chegar ao "upgrade informático".

Releio o texto mas é nas cassetes que me detenho. Vou buscar as minhas e pego na máquina fotográfica. Mais tarde comecei a escrever.

 

Não foi nos anos 80 que mais  as utilizei , nessa época contentava-me com os "discos pedidos" na rádio e com o "Top Disco" no canal 1. Ironicamente foi já na era do compact disc que as minhas cassetes cresceram e se multiplicaram.

Na primeira metade da década de 90 "acordei" para a música e para a escrita ( a primeira inspirava frequentemente a segunda ), adquiri livros com as letras dos U2 e dos Pink Floyd e foi nesse tempo que senti a necessidade de "transportar" a minha música preferida. O meu walkman era muito mais económico que  o leitor de CD portátil e   a cassete continuava a ser o meio mais acessível e universal para difusão e troca de música com os colegas de escola. Foi com as suas gravações que conheci os Doors, os Guns n' Roses, a "Angie" dos Rolling Stones ou ainda o "Stairway to Heaven" dos Led Zeppelin. Foi com os registos do namorado que ouvi pela primeira vez Gary Moore, Sisters of Mercy e All About Eve.

Fazer selecções "especiais" para oferecer, apurar a qualidade da gravação, adicionar ao vocabulário  mono ou  stereo,  noise reduction, write protection, auto reverse, embelezar a caligrafia para os nomes das músicas, escolher as cassetes da marca X porque tinham mais qualidade de som e as de 90' porque davam para mais que as de 60'... todos estes rituais fizeram parte da minha adolescência ( fisiológica e musicalmente falando ).

Mas como resistir à mais-valia da tecnologia? Um MP3 é muito mais pequeno que um CD ou uma cassete e nele cabem, como diz Mário Lopes, "20 mil orquestras e 40 mil bandas", já para não falar na limpidez dos sons que reproduz.

As minhas cassetes continuam a ocupar o seu ( e meu ) espaço, ouvi-las será um acto puramente revivalista e, tenho certeza, quantas vezes cómico!

Corre  por aí o rumor de que a cassete voltará à ribalta... E se o vinil consegue, por que não aquela caixinha plástica com fita magnética?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Imagem de perfil

De Moira a 25.09.2009 às 22:53

O oceano pacífico era o que ouvia para estudar, ou simplesmente para "pensar" na escuridão do quarto buscando um pouco de calma, que vida de estudante era muito complicada e tudo era um drama hehehehe
Cassetes, tinha muitas, ainda andam umas quantas pela arrecadação, eram gravadas com muito primor a selecção tinha de ser das melhores, mas nunca gravava do rádio, tinha uns amigos mais velhos que compravam LP's e nós ouviamos tudo religiosamente e seguiamos com convicção os gostos dos mais velhos.
LP's ainda rodam de vez em quando cá em casa, mais por uma questão de graça, os meus sobrinhos nunca tinham visto "CD's" tão grandes (risos)
Também tenho essa capa, e estou triste porque não os posso ir ver a Coimbra.
Bjs

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





subscrever feeds




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Torradas com bolor

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D