Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Praça da Batalha

por Torradaemeiadeleite, em 29.10.09

 

 

            Fotografia de Torradaemeiadeleite.

 

Uma das versões para a "Batalha" no nome desta linda praça do Porto conta que neste local se guerrearam sarracenos de Almançor e os habitantes da cidade, no séc. X, cabendo a estes a derrota e o consequente cenário de destruição quase total.

Muitos outros confrontos tiveram aqui o seu espaço mas nada, nos rituais de hoje, nos lembra belicismo e a praça é sobretudo palco de lazer e cultura, guardada serenamente pelo olhar de D. Pedro V, pelos edifícios antigos e pelo Teatro Nacional São João.

Em redor, muitas esplanadas acolhem turistas que experimentam as francesinhas e estudam no mapa a próxima atracção. Confundem-se os idiomas e muitos grupos cruzam a praça fotografando tudo com avidez.

Juntam-se também os portuenses enganando o tempo e observando os novos invasores que do alto do autocarro panorâmico ou do interior dos carros eléctricos comentam animadamente os jeitos da cidade.

Desta praça derivam algumas ruas estreitas e sinuosas que abrigam lojas pequenas, artífices e comerciantes de várias nacionalidades, montras escuras e portadas antigas. As varandas em ferro dos velhos prédios brilham em contraluz  e os estendais competem pelo Sol da tarde que aqui espreita apenas, deixando espaço para muitas sombras. Derivam ainda outras ruas que assumem a sua condição burguesa e ostentam os brilhos das montras e das marcas internacionais.

A Praça da Batalha é um convite por si mesma mas também pelas ruas que nela começam  ou acabam, todas com diferentes rostos e interesses; é porto de chegada e partida para estudantes, trabalhadores e turistas e é ainda porto de sensações para todos os que amam esta invicta cidade!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





subscrever feeds




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Torradas com bolor

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D