Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Antes que a normalidade se instale

por Torradaemeiadeleite, em 14.08.15



Cerveira



Fotografia Lusa. Vila Nova de Cerveira, Agosto 2015.

 




Olho além para o ponto Norte e o céu não mente. Os incêndios encurtam a distância, Caminha e Vila Nova de Cerveira parecem estar ali ao alcance do meu braço, sem ar fresco, com a cinza a depositar-se longe das musas do rio Minho.
Para mim são lugares de enlevo, de harmonia entre o humano e o natural, históricos, do convívio ancestral com os nossos irmãos galegos e de vontades que a lotaria deveria cumprir no tempo da minha vida. A lotaria não quer nada comigo, mas só esta aversão à capitulação me impede de deitar o sonho por terra.
E é esta mesma aversão ao destino escrito e assinado que fará com que as suas gentes e a sua Natureza enfrentem o esforço suplementar de renascer depois dos fogos, de novo, que não são estes os primeiros a mudarem a cor do seu horizonte.
Como interrompemos este retorno viciado do lume às encostas de todo o país? O que é preciso para ter meios técnicos eficazes de prevenção ao longo do ano, abrir os acessos, ordenar e planear, alimentar a alma dos bombeiros exauridos?
Não vale só pensar no imediato. Preparar também o futuro requer visão e estratégia.
É claro que se conhecem as respostas e não falta quem saiba, em todas as hierarquias técnicas, políticas e executivas, o que tem a fazer.
Em que ficamos, então? Na moda dos fogos de Verão luso, parece-me, ad eternum?









Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





subscrever feeds




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Torradas com bolor

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D