Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O dez perfeito

por Torradaemeiadeleite, em 30.07.12

Jogos Olímpicos de 1976, Montreal. Uma nova era começava na ginástica artística. Nadia Comaneci, romena, tornou inolvidáveis os Jogos que pareciam comprometidos à partida pelo boicote das nações africanas. Num tempo em que nem as máquinas de pontuação estavam preparadas para o dez perfeito, a jovem atleta de catorze anos conseguiu a proeza sete vezes.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Citius Altius Fortius

por Torradaemeiadeleite, em 28.07.12
A história de Inglaterra numa perspectiva de contributo para o mundo actual serviu os propósitos de Danny Boyle para um espectáculo de abertura memorável. Da agricultura à revolução industrial, dos serviços de saúde à arte, das novas tecnologias às redes sociais, foram diversos os temas que se interligaram para chegar ao momento da chama olímpica em pétalas reunida. Da diversidade se fez uma só essência, brilhante, esperançosa, conciliadora.
Assim é a natureza dos Jogos Olímpicos, onde credos, cores e crenças não fazem descriminações. Assim é ou assim deveria ser? Sabemos bem que ao longo da era moderna dos Jogos se conheceram actos de contestação racial, religiosa, cultural e política. Mas como poderá um acontecimento mundial ficar à margem dos contextos sociais e políticos das nações que nele vêem também uma oportunidade de se fazer ouvir? Excluo sem hesitar os actos de terrorismo a que os Jogos não foram imunes, essa não é aliás uma forma de reivindicar seja o que for, mas refiro-me a actos simbólicos, refiro-me às vitórias que fazem erguer  nações subjugadas, ao protesto pela ausência de participação de países ou de atletas, à mensagem conciliadora que um abraço entre competidores de diferentes nações pode veicular, aos discursos inflamados ou aos silêncios retumbantes.
Não são os Jogos Olímpicos o paradigma da auto superação, da vontade de derrubar limites, de ir mais longe, ser mais forte e mais alto? Numa escala maior, não são estes Jogos o símbolo da união entre nações, dum tempo de paz? A sua história transporta pois a essência da humanidade, no seu melhor e no seu pior e não pode por isso ser um território neutro ou alheio ao que o rodeia. No desporto ao mais nobre nível cabe, muito para além da nossa biologia, o nosso percurso cultural e social.
Que comecem os Jogos! 

 

 Imagem googlada.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

17,67

por Torradaemeiadeleite, em 21.08.08

 

 

 Fotografia ( 2007 ) encontrada em pesquisa na net .

 

Porque em férias as minhas emoções vêm também da China, não podia deixar de felicitar Nelson Évora por ser de ouro o seu querer!!

 

O novo Campeão Olímpico de Triplo Salto representa as nossas ( suas ) cores aquém e além fronteiras desde 2002. Foi bonito o seu salto  e a sua  determinação rumo a um  resultado dourado... Foi bonita também a sua emoção mesmo antes do último ensaio, quando já sabia que era campeão e bonitas as palavras para a câmara que o acompanhava na volta ao estádio: "obrigado, Portugal!"

 

 Obrigada, Nelson!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)







Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Torradas com bolor

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D