Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Os ingredientes da longevidade

por Torradaemeiadeleite, em 09.05.08

Gosto dos estudos sobre a longevidade, sobretudo quando concluem que esta não depende única e exclusivamente de expressões genéticas. Fica logo de parte a ideia de "destino", algo que é alheio à nossa vontade e cujo desenlace não podemos alterar de todo.

Já no post "Elixir da Juventude", eu tinha abordado esta temática e os estudos realizados em populações de diferentes pontos do globo cujo número de idosos com idades acima dos 80 anos, de boa saúde e que permaneciam activos era bem maior que o apresentado pelas estatísticas.

Retorno ao tema apenas para o reforçar, uma vez que, em Espanha, foi estudada uma família cujo patriarca faleceu recentemente com 114 anos ( na altura do estudo tinha 113 ) e envolveu ainda o irmão com 101 anos e as filhas com 81 e 77 ( umas jovencitas, portanto... ).

Para além da constituição óssea do Sr. Joan Riudavets, foram avaliados os seus hábitos alimentares e de exercício físico, a "qualidade" dos seus genes e inclusive os factores ambientais da região que habitava.

Os dados obtidos encaixam-se perfeitamente naqueles reunidos pelos estudos a nível mundial. Assim, não foram encontradas mutações nos genes KLOTHO ( associado a uma boa densidade mineral óssea e, portanto, ossos saudáveis ) e LRP 5 ( associado, por sua vez, à longevidade ) do Sr.. Joan ou dos seus familiares.

Constataram ainda que nunca abandonou a dieta alimentar conhecida por  mediterrânica ( muitos vegetais, fruta, azeite, leguminosas, peixe, vinho,... ) e que aos 112 ainda ia de bicicleta cuidar do pomar da família ( exercício regular de baixa intensidade ).

Não se pode descurar a ausência de níveis elevados de stress nem o clima temperado das Baleares.

Coincide ainda o facto destes "jovens" habitarem regiões mais ou menos rurais, com algum afastamento das grandes cidades e onde as interacções sociais são também mais estreitas.

Mais uma vez fico a pensar no papel que podemos desempenhar conscientemente na nossa longevidade ou, então, no aumento da nossa qualidade de vida.

Será que ainda vamos a tempo de mudar?

 

Elixir da Juventude

por Torradaemeiadeleite, em 25.01.08

 

 

Foto de Hebedesign ( Flickr ).
 
 Na nossa Terra há regiões onde se "concentram" jovens de 80, 90 e 100 anos, saudáveis, activos e bem-humorados que desafiam as estatísticas demográficas mundiais.
Os estudiosos da demografia chamam a esses lugares "Zonas Azuis", cabendo nesta denominação todas aquelas áreas que tenham uma percentagem elevada de centenários. As mais estudadas situam-se na Sardenha ( Ital. ), Okinawa ( Jap. ) e Loma Linda ( Califórnia, E.U.A. ); ainda em estudo encontra-se a península de Nicoya ( Costa Rica ).
Esta tendência para viver muito, com menos doenças e com bom-humor, em locais tão distantes entre si, interroga-nos: há pontos em comum? Sim, há factores comuns ( apesar da variabilidade de tradições e crença religiosa ) que podemos até adoptar no nosso dia-a-dia. São pessoas que mantém uma actividade física diária ( geralmente de baixa intensidade mas constante ), têm fortes laços familiares e de convívio, não fumam e a sua dieta alimentar é rica em legumes, fruta e grãos integrais.
Mas gosto também de observar as diferenças: na Sardenha não pode faltar o vinho tinto e o queijo pecorino ( rico em ómega-3 ) e as tarefas são divididas com o cônjuge, em Okinawa o chá verde e as amizades duradouras são uma constante e em Loma Linda ( fala-se especificamente da comunidade de adventistas do sétimo dia, que não comem "fast-food", não comem carne de porco e não tomam bebidas com cafeína ) a importância de beber muita água, repousar ao sábado e praticar a sua fé.
Podemos discutir os elementos comuns e distintos, reflectir sobre a conjugação de uns e outros mas não podemos descurar a atitude positiva perante a vida, a sua celebração e a manutenção de metas para cumprir.
Eis outro ingrediente: uma boa combinação genética também é um excelente começo!!

P.S.: vale a pena espreitar estas
imagens.
 







Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Torradas com bolor

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D